Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de imprensa Notícias Escola de Feira Grande conquista premiação na Olimpíada Brasileira Física
04/04/2016 - 08h18m

Escola de Feira Grande conquista premiação na Olimpíada Brasileira Física

Escola Estadual Manoel Leandro de Lira também teve uma aluna medalhista de prata na competição

Escola de Feira Grande conquista premiação na Olimpíada Brasileira Física

Ao todo, Alagoas obteve 22 medalhas na competição

Texto de Ana Paula Lins

A Escola Estadual Manoel Leandro Lira, de Feira Grande, conquistou premiação na edição 2015 da Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas (OBFEP), cujo resultado foi divulgado em março. Além da premiação da unidade de ensino, a aluna Rikelly Cláudia Ferreira conquistou medalha de prata.

 

Ao todo, Alagoas obteve 22 medalhas na competição e também serão premiados estudantes do Instituto Federal de Alagoas (IFAL) e da Escola Municipal Edite Macário, em Batalha.

 

A data da premiação ainda não foi divulgada, mas a notícia foi recebida com festa por toda a comunidade escolar. “Esta premiação é um orgulho para a escola, pois foi nosso primeiro ano. Eventos assim contribuem para a aprendizagem do aluno. E, por isso, sempre incentivamos nossos estudantes a participarem das olimpíadas de conhecimento, seja a de Física, Matemática, Astronomia ou Língua Portuguesa”, conta a diretora-adjunta Josefa Pereira.

 

Os professores José Valdo Mendes e Wallace Calixto são os responsáveis por mobilizar os estudantes para a competição. Apaixonados pela disciplina, eles destacam sua importância para o dia a dia. “A Física não é difícil, é algo que está presente no cotidiano do aluno, nas tarefas mais corriqueiras”, diz José Valdo. “Em nossas aulas, tentamos passar o conteúdo de maneira dinâmica, utilizando materiais de baixo custo para experimentos”, complementa Wallace.

 

Os dois professores também comemoram o resultado alcançado por Rikelly, que hoje mora em São Paulo. “Sempre foi uma aluna dedicada e que prestava atenção em sala de aula, então não me surpreendi com sua conquista”, declara José Valdo.

 

Edição 2016 – Promovida pelo Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação (MCTI) e Sociedade Brasileira de Física (SBF), a OBFEP visa despertar o interesse dos jovens pela Física e Ciências, sendo composta por duas fases (uma teórica e outra prática). Em Alagoas, a competição é organizada pelo Instituto de Física da Universidade Federal de Alagoas (Ufal).

 

As escolas que desejem se credenciar para a edição 2016 da OBFEP têm até o dia 27 de maio para efetuarem seu cadastro no site www.sbfisica.org.br/~obfep. As provas da primeira fase acontecem  no dia 24 de agosto e as da segunda etapa, no dia 18 de outubro. Os resultados da OBFEP 2016 serão divulgados em fevereiro de 2017.

José Valdo e Wallace já estão mobilizando os alunos para participar do evento. “Faremos trabalho semelhante na Escola José Felix de Carvalho, em São Sebastião, onde também lecionamos”, adianta Wallace.

 

Astronomia – Fora a Olimpíada de Física, José Valdo e Wallace também estão empenhados para a participação de seus alunos na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG), cujas inscrições podem ser feitas até o dia 4 de abril para as unidades que participarão do evento pela primeira vez. O procedimento não é necessário para quem esteve presente na competição em 2015.

 

“No ano passado, tivemos 25 alunos medalhistas da OBMEP e, em  2016, queremos duplicar esse número”, avisa Wallace. Ele informa que, na Mostra de Foguetes de 2015, a Escola Manoel Leandro registrou o melhor lançamento a nível nacional da primeira fase, alcançando 283,5 metros com um foguete feito de garrafas pet.

 

 

Fonte: Agência Alagoas

Ações do documento